Revitalização do Mercado Municipal: mais um capítulo

Revitalização do Mercado Municipal: mais um capítulo

A revitalização do Mercado Municipal de Niterói voltou às páginas dos periódicos e também à página da Prefeitura de Niterói na internet, trazendo mais algumas novidades sobre esse assunto:

Prefeitura lança edital para revitalização do Mercado Municipal

19/10/2017 – A Prefeitura de Niterói lançou nesta quinta-feira (19/10) o edital da licitação para a revitalização, implantação, manutenção e gestão do Mercado Municipal Feliciano Sodré, no Centro. No dia 12 de dezembro será a concretização do processo licitatório. A empresa vencedora da concessão deverá fazer a reforma do prédio, mantendo os aspectos arquitetônicos da fachada, no prazo de um ano, além de revitalizar o entorno, com a construção de uma praça, centro cultural e de edifício garagem com 300 vagas, em dois anos.

O investimento privado será de aproximadamente R$ 69 milhões e não haverá contrapartida do Município. A estimativa é que a primeira etapa da obra comece no início de 2018 e seja entregue em 2019. A concessão será de 25 anos.

A área tem cerca de 9.700 metros quadrados – destes, 3.662 metros quadrados pertencem ao prédio do Mercado Municipal que contará com um pavimento principal, com delicatessens, restaurantes, quiosques de flores, de artesanato e alimentos, entre outros produtos.

“O Mercado Municipal é um dos projetos estruturadores do segundo ciclo do planejamento estratégico Niterói Que Queremos. A Prefeitura está buscando parcerias no setor privado para realizar grandes projetos na cidade e o mercado promoverá uma revitalização completa na área, além de movimentar a economia da região gerando centenas de emprego no município”, explica a secretária de explica a secretária de Planejamento, Modernização da Gestão, Orçamento e Controle, Giovanna Victer, que apresentou o projeto.

A secretária lembrou todo o processo da elaboração do projeto para a concessão de obra pública, desde o lançamento do procedimento de manifestação de interesse (PMI) para o estudo da reestruturação do espaço e sua exploração econômica até a escolha do projeto e lançamento do edital.

Giovanna destacou que a concessionária se remunerará exclusivamente a partir da receita gerada pelo Mercado e que o município terá uma outorga fixa mínima garantida, que poderá crescer conforme o sucesso do empreendimento, limitados a 6% do faturamento. O maior valor de outorga é o critério da escolha da concessão.

“O objetivo é que o Mercado Municipal seja uma referência no estado, com produtos oriundos de cidades do interior. Não será uma série de lojas e sim uma experiência gastronômica e de lazer. O mercado é uma estratégia alternativa para o desenvolvimento econômico da cidade, geração de empregos e estímulo ao turismo”, pontua o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria Naval e Petróleo e Gás, Luiz Paulino Moreira Leite.

Também participaram do lançamento do edital o presidente da Câmara, Paulo Bagueira, o deputado estadual Waldeck Carneiro, os secretários Axel Grael (Executivo) e Fabiano Gonçalves (Administração), e a coordenadora do Núcleo de Gestão Estratégica, Gláucia Macedo, além de outras autoridades do município.”

(Fonte: Prefeitura Municipal de Niterói, via Blog do Axel Grael)

Este texto foi apresentado na reunião do Rotary Niterói Icaraí, em 25/10/2017.

 

Anúncios

Liceu Nilo Peçanha completa 170 anos

Liceu Nilo Peçanha completa 170 anos

Em setembro saiu estampado em diversos jornais a efeméride destacada sobre o Liceu Nilo Peçanha, uma das instituições de ensino mais antigas no Estado do Rio. Diz a matéria:

Escola pública estadual de Niterói foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1984

O Liceu Nilo Peçanha, tradicional escola pública estadual de Niterói, completou 170 anos neste dia 12 de setembro. Com uma bela e apreciável arquitetura, o imóvel, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1984, se destaca no conjunto arquitetônico da Praça da República, localizado na mesma cidade, demonstrando a importância histórica para a região.

A escola nasceu como Liceu Provincial de Niterói, em 12 de setembro de 1847, a partir de autorização do então presidente da Província do Rio de Janeiro, Visconde de Sepetiba. A unidade de ensino está em plena atividade, contando com mais de 2 mil alunos e funcionando nos períodos matutino, vespertino e noturno.

Uma das principais características é a forte ligação atual e histórica que os alunos e professores têm com a arte e a cultura, compondo grupos de teatro, coral, dança e até uma rádio, comanda pelos próprios estudantes. Inclusive, personalidades da literatura e da música que são referências nessas áreas, como o escritor Lima Barreto, o cantor Ronnie Von – ícone da Jovem Guarda – e a cantora Baby do Brasil, estudaram no Liceu.

Quem estuda e trabalha na unidade de ensino destaca a forte ligação com a escola e sabe que dificilmente se esquecerá das conversas pelos corredores, jardins, salas e outros espaços. Alguns professores, por exemplo, fazem parte do quadro de servidores há 5, 10 e até 30 anos.”

(Fonte: Jornal Gazeta Niteroiense, 16 a 33/9/2017, História, p.8)

 

Leia mais sobre as comemorações aqui.

(Foto: mapio.net/pic/p-15347248)

Este texto foi apresentado na reunião do Rotary Niterói Icaraí, em 27/9/2017.