Niterói terá novo Mercado Municipal

Abandonado há 30 anos, prédio será revitalizado e passará a abrigar grande polo gastronômico e cultural
Por O Dia, 7/07/2018

Rio – Niterói se prepara iniciar as obras de revitalização do Mercado Municipal Feliciano Sodré. Abandonado há três décadas, o prédio será transformado em um grande polo gastronômico e cultural. A inauguração está prevista para novembro de 2019. O investimento R$ 69 milhões ficará a cargo do consórcio Novo Mercado Municipal, formado pelas empresas RFM Participações, Nacional Shopping Planejamentos e Reestruturação de Shopping Center e L1 M3 Publicidade. Em tamanho, será o segundo maior mercado do Brasil.

A primeira etapa da obra ficará restrita à revitalização total do antigo prédio em estilo art déco. No térreo, por exemplo, o mercado ganhará delicatessen e quiosques de flores, artesanato e alimentos, entre outros. Haverá ainda um mezanino com restaurantes. Já no entorno do futuro espaço gastronômico serão criados jardins e um ‘biergarten’ de cervejarias artesanais.

A segunda etapa prevê a construção de uma nova praça e também de um centro cultural e um edifício garagem com 300 vagas de estacionamento. O espaço, por sinal, adotará medidas ecologicamente corretas, como o uso da luz natural e reaproveitamento de água da chuva, além de telhado verde.

“A prefeitura está resgatando uma parte da história de Niterói com a revitalização do Mercado Municipal Feliciano Sodré. Como aconteceu em São Paulo, vai estimular o turismo na cidade, além de ser de grande importância na área de interesse econômico e social, com a geração de empregos, e também para que as pessoas que moram na cidade tenham mais uma opção de lazer”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria Naval e Petróleo e Gás, Luiz Paulino Moreira Leite.

PRÉDIO HISTÓRICO

O Mercado Municipal foi construído entre 1927 e 1930, sendo desativado em 1976. Na década de 1980, o prédio passou a abrigar o Depósito Público Estadual. Localizado na Avenida Feliciano Sodré, entre a Rua Presidente Castelo Branco e a Avenida Washington Luiz, o espaço ocupa uma área total de cerca de 9,7 mil metros quadrados.

Uma concessão de obra pública
O modelo da Parceria Público Privada (PPP) do consórcio Novo Mercado Municipal é do tipo concessão de obra pública. Ou seja, o concessionário fica responsável por realizar a obra e somente irá se remunerar a partir da atividade desenvolvida no imóvel. A previsão é que Niterói tenha uma outorga fixa mensal de R$ 40 mil por fase da obra, recebendo, futuramente, 6% do faturamento mensal do mercado.

“Um governo não pode olhar só suas receitas e gastos. A prefeitura não precisa fazer tudo, mas pode dar condições para que as empresas que atuam no município trabalhem no interesse do cidadão”, destaca Giovanna Victer, secretária de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle.

(Fonte: Jornal O Dia)


 

 

Anúncios
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close