“Combate da Armação”

De uma publicação no grupo História de Niterói veio uma breve reportagem num periódico de época sobre a Revolta da Armada que explodiu em diversos pontos no Brasil, mas afetou a cidade de Niterói pesadamente. Transcrevemos, a seguir, a notícia na sua grafia original. Infelizmente não sabemos de qual jornal foi extraída e nem data e autor:

“Em nossas páginas centraes damos hoje em animado desenho a phase mais importante do combate que, faz hoje um anno, se travou entre as forças revoltosas da armada ao mando do ex-contralmirante Saldanha da Gama e as forças legaes que defendiam a cidade de Nictheroy e o seu extenso littoral.

Tendo, cerca das 3 horas da manhã, desembarcado na Ponta d’Areia e outros pontos do mesmo lado, em numero approximadamente de 500 homens, e pelo proprio chefe Saldanha dirigidos, tentaram os revoltosos invadir Nictherohy no dia 9 de Fevereiro de 1894.

Já de posse do morro da Armação e seus pontos fortificados, cujas guarniçoes foram por elles desalojadas e em parte aprisionadas; quando, já dia claro, os revoltosos avançavam arrojadamente para o centro da cidade, encontraram insuperavel resistencia nas numerosas forças que ao mando do general Argollo e dirigidas pelo coronel Fonseca Ramos e major Vicente Martins, os accommetteram por diversas ruas, atacando-os com denodo.

Assim accommettidos, e, pode-se dizer, atropellados por uma poderosa resistencia formada dos contingestes dos batalhões patrioticos Tiradentes, Benjamim Constant e Academico, de corpos de policia, de guarda nacional e de cavallaria, em numero superior a 4.000 homens, os revoltosos foram obrigados a uma retirada precipitada e difficil, seguindo a maior parte d’elles pela rua de Santa Clara [na Ponta d’Areia] até á rua da Praia [atual Visconde do Rio Branco], onde, para ganharem o mar, tiverma de affrontar as forças de cavallaria e infanteria legaes, que ahi lhes procurava obstar o embarque.

Do formidavel combate que ahi então se travou e que, em nossa excursão feita ha dias aos diversos pontos da acção, nos foi narrada por conceituados cavalheiros que a testemunharam, é que o nosso desnho procura dar uma iéa approximada.

Rememorando com esta pagina um facto historico em que a intrepidez e a bravura de uns e de outros se ostentou com a maior pujança, lastimamos que tanta coragem e tanto denodo fossem despendidos em uma lucta fratricida de brazileiros contra brazileiros, germinando odios e malquerenças que anhelamos não fructifiquem, mas se extinguam, estabelecendo-se entre todos a concordia e perfeita harmonia tão necessaria á estabilidade da paz e á consolidação da Republica.”

(Fonte: Grupo História de Niterói, Facebook)

Mais ilustrações sobre a Revolta:

Revolta de 6 de Setembro de 1893. Aspecto da bahia do Rio de Janeiro no dia 13 de Setembro, durante o bombardeio entre as fortalezas e os navios revoltosos.

 

Saiba mais sobre a Revolta da Armada aqui e neste link.


 

 

Anúncios
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close